10 erros de gestão financeira que prejudicam seu despachante

Administrar as finanças do seu despachante pode ser uma tarefa desafiadora, pois alguns erros de gestão financeira cometidos podem prejudicar o rendimento do seu negócio.

Se você preferir, pode ouvir essa matéria completa clicando no Play \o

Nesta lista de 10 erros mais comuns você pode analisar se realiza alguma tarefa de forma engessada, se precisa implementar o acompanhamento de algum indicador de desenvolvimento ou até mesmo se está aplicando a estratégia correta para alavancar o crescimento do seu negócio.

1- Não possuir controle de contas a pagar e receber

Quando não há nenhum acompanhamento de contas a pagar e contas a receber, podemos dizer de forma geral, que não há gestão financeira em seu negócio.

Possuir o controle de seu fluxo de caixa é sem dúvida muito importante para manter a credibilidade e, de mesmo modo, o desenvolvimento do seu despachante com os fornecedores.

Desta maneira, evita-se atrasos de pagamentos e você consegue acompanhar a lucratividade da sua empresa. Simultaneamente se mantendo a par das contas a receber você poderá evitar prejuízos.

2- Confundir finanças empresariais com finanças pessoais

Este é um dos erros mais graves que pode ser cometido quando se trata da gestão financeira do seu negócio.

Neste caso, quando finanças pessoais e finanças empresariais se misturam, há grandes chances de comprometer percentuais essenciais para o fluxo de caixa da empresa. Por consequência pode gerar um grande problema administrativo e grandes prejuízos ao seu escritório.

3- Não projetar o fluxo de caixa

Conforme seu negócio se desenvolve é essencial ter uma projeção de ganhos, bem como, gastos baseados em períodos anteriores.

Por exemplo, planejar os gastos fixos e variáveis para manter o seu despachante se espelhando nas quantias gastas em meses anteriores.

Da mesma forma, procurar estimar os ganhos mensais acompanhados mês a mês, sempre considerando variações causadas por campanhas buscando atrair mais clientes nesta estimativa.  

4- Não realizar a o acompanhamento do DRE 

Não acompanhar o DRE também pode ser um erro de gestão financeira que pode prejudicar o seu despachante.

Sobretudo o DRE (Demonstrativo de Resultado do Exercício) é um relatório com o qual é possível entender a situação contábil e financeira da sua empresa. Desta forma, detalhando o resultado bruto e líquido em determinado período da sua empresa.

5- Não saber calcular o preço de venda ideal

O preço de venda do seu serviço é o fator principal que conduzirá o rendimento, bem como, o lucro de sua empresa.

Desta forma, caso o mesmo seja calculado sem considerar todos os valores de saída, tais como: pagamentos, impostos, compras de materiais de trabalho e o fundo de emergência de seu despachante, o seu negócio poderá sofrer graves consequências. 

6- Esquecer dos impostos

Nos valores de saída mencionados acima, há um deles que merece destaque: os impostos.

É de extrema importância que os impostos sejam uma preocupação constante na gestão financeira do seu despachante. Esquecer de contabilizar os impostos além de causar grande impacto no planejamento de fluxo de caixa, pode paralisar todo seu negócio.

7- Não ter um fundo emergencial

Não podemos deixar de mencionar o gerenciamento do fundo de emergência da empresa. O ideal é que o seu despachante tenha recursos suficientes para manter-se ativo em tempos de recessão econômica.

E, além disso, que consiga utilizar desta reserva para se atualizar e inovar frente a um cenário competitivo em períodos incertos.

8- Realizar investimentos passivos mais do que ativos

A princípio, realizar mais investimentos passivos do que ativos é outro erro comum de gestão financeira que pode prejudicar o seu despachante.

Investimentos ativos são aqueles que trazem retorno em curto, médio e longo prazo, como por exemplo: um sistema facilitador, a contratação de um profissional, etc..

Já o investimento passivo a longo prazo gerará mais despesas do que retorno ao seu negócio, como por exemplo: computadores e maquinas de café.  

9- Realizar o acompanhamento do andamento do negócio através de métodos manuais

Permanecer utilizando métodos manuais que não preenchem todas as necessidades de seu negócio, com certeza é prejudicial para seu escritório. Por exemplo, usar planilhas no excel que requerem interferência humana direta, pode gerar perda de dados, duplicidade de informações e dados incorretos. Pois, estes métodos são muito suscetíveis a falhas humanas.

10- Possuir um software ultrapassado gerenciando os processos financeiros de seu despachante

Quando a gestão do seu negócio está sendo dificultada pelo uso de métodos e softwares ultrapassados, podem haver grandes prejuízos.

Entretanto, o seu despachante pode optar por utilizar um software que contempla todas as suas necessidades, deste modo a incidência de erros humanos diminui e você ainda ganha mais tempo na gestão do seu despachante.

Agora que você já conhece os 10 erros mais comuns de gestão financeira em despachantes, basta realizar um diagnóstico de sua empresa e verificar se algum desses erros está sendo cometido e prejudicando o seu despachante para rapidamente corrigi-los! 

Conta para nós aqui se o seu despachante cometia ou ainda comete algum destes erros!

Quer conhecer um software completo para despachantes, que, com certeza, te ajudaria a facilitar os seus processos de gestão financeira? Saiba mais sobre o SGD.

Se tiver alguma dúvida, escreva para gente pelos comentários ou entre em contato com a nossa equipe. Até a próxima!

Leave A Comment